01 dezembro 2015

EU NÃO ESCOLHI ESPERAR


Olá pessoas!  Sem embromação de “não postei mais aqui porque...”, vamos direto ao assunto.


Devido ao fato de ser “evangélico protestante”, ou, como a maioria diz, “crente”, muitas pessoas acham que eu concordo com tudo que esse movimento inventa ou incentiva. Não, eu na verdade prefiro ser conhecido apenas como cristão e minha esperança é me tornar a cada dia imagem e semelhança do meu Mestre Jesus, O Cristo. Tenho aprendido Dele a ser uma pessoa melhor e mais humana; manso e humilde de coração.


Coração... Isso lembra sentimentos e relacionamentos. Pronto, é aqui que eu queria chegar: RELACIONAMENTOS.


Existe no meio “evangélico” um movimento intitulado “Eu escolhi esperar” do qual EU NÃO FAÇO PARTE. Por um tempo eu até apoiei, achei legal a idéia e tudo. Mas depois eu fui percebendo que isso pode ser perigoso. Como eu disse, a idéia é legal, mas nem todo mundo que “adere” está preparado psicologicamente. E para estas pessoas, o “esperar” se torna um fardo muito pesado. Digo isso por experiência própria. Quem, assim como eu, já teve vários relacionamentos e vida sexual ativa, sabe o quão bom é ter uma pessoa. O problema é que quem faz parte do EEE (sigla do movimento) fica esperando uma “resposta divina” para se relacionar com alguém e quando começam a se relacionar isso se limita a tornar-se melhores amigos: sair juntos e de preferência entre amigos, não beijar (não é regra geral mas é melhor evitar), relacionamento sexual nem pensar... Neste último quesito eu tenho observações a fazer: 1) Eu sou contra o sexo sem compromisso. Acho isso prejudicial. Causa, sim, uma “mancha” em nós. 2) Eu sou a favor do sexo antes do casamento desde que já esteja tudo resolvido, que haja afinidade entre o casal e o desejo de formar uma família.


O problema do EEE é que a galera tem sofrido para esperar. E muitos tem “caído”. Não é fácil mesmo e eu acho que não deveriam espiritualizar tanto. É melhor orientar do que repreender, afinal, Jesus advertiu que pensamentos errados também são pecados. 


Já tem um ano que não me relaciono amorosamente com ninguém. Não por opção, mas por precaução. Sabe, eu aprendi a ser feliz comigo mesmo, com minha solteirice. Não quero alguém que estrague essa paz que eu tenho experimentado, o que eu quero é compartilhar esse sentimento com alguém. Mas, cadê esse alguém? Porque já me apareceram pretendentes e quando eu comecei a sentir-me sufocado, tratei de desfazer a situação. Sinto falta de sexo? CLARO! Mas o relacionamento é MUITO mais que isso. Se fosse só pelo sexo, estaria muito fácil de resolver. E nem precisa mais ir para cabaré, sexo sem compromisso tem virado "moda" e é muito fácil de se conseguir. 


Meu desejo não é encontrar uma pessoa perfeita, pode ser alguém tão imperfeito quanto eu, mas que não venha carregada de problemas passados: frustrações, medos, ciúmes doentios... E que não tenha em mente o clichê “homem é tudo igual”. Aqui não, querida.

0 comentários:

O BLOG

Este blog têm conteúdo fantasioso e não deve ser levado tão a sério. A cópia do conteúdo é permitida e incentivada, mas por favor, linken a fonte e dêem os devidos créditos. Melhor visualizado com os olhos abertos, resolução de 1024x768 ou superior e usando o navegador Firefox.

ULTIMAS POSTAGENS

TRANQUEIRAS

TwitterCounter for @manuelzinho100 Medir Directory of Entertainment Blogs Divulgue o seu blog!

Social Commentary Blogs - BlogCatalog Blog Directory who's online

blogs piauienses

eXTReMe Tracker

Este blog possui atualmente:
Comentários em Artigos!
Widget UsuárioCompulsivo

  © Blogger template 'Mantis' by Ourblogtemplates.com 2008 | Customizado por MaNuElZiNhO

Voltar para o TOPO